Artwork / Paintings / Etchings / Music & Art News / General News

Posts tagged “Pintura

3 haiku

 

a fractal casting
of Euclidean silence
dances on my leg

 

 

 

a rustling of leaves,
tangents – timidly pacing
the night  on each foot

 

 

 

 

 

 

 


 


©

sprawled upon the ground
lay many moving shadows.
– just shuffled through three.

(this very moment..)

 

 

 

 

 

 

 

 

.

Advertisements

Sebastião Salgado (a truly powerful message – w/ French, English subtitles)

 

(français)

(english)

 

(below is a LINK with this video available in 34 languages – open and choose your preference)

http://www.amara.org/en/videos/f1MY7ozU0lIQ/url/475363/

 

 

 

 

 

 

Praia de F___________III (2011 - G.Almeida)

Praias de F… NºIII
(2011 – G.Almeida)


Olha para mim e me ama. Não: tu olhas para ti e te amas. É o que está certo. (Clarice Lispector)

© Guida Almeida

E depois saberei como pintar e escrever, depois da estranha mas íntima resposta. Ouve-me, ouve o silêncio. O que te falo nunca é o que eu te falo e sim outra coisa. Capta essa coisa que me escapa e no entanto vivo dela e estou à tona de brilhante escuridão. (…)
Entro lentamente em dádiva a mim mesma, esplendor dilacerado pelo cantar último que parece ser o primeiro.
(… ..)
Nova era, esta minha, e ela me anuncia para já. Tenho coragem? Por enquanto estou tendo:porque venho do sofrido longe, venho do inferno do amor mas agora estou livre de ti. Venho do longe – de uma pesada ancestralidade. Eu que venho da dor de viver.  E não a quero mais.  Quero a vibração do alegre
(… ..)
Será que passei sem sentir para o outro lado? O outro lado é uma vida lantejantemente infernal.  Mas há transfiguração do meu terror: então entrego-me a uma pesada vida toda em símbolos pesados como frutas maduras. (…) Uma parte mínima de lembrança de bom senso de meu passado me mantém roçando ainda o lado de cá.  Ajude-me porque alguma coisa se aproxima e ri de mim. Depressa, salva-me.
Mas… (…)
Mas o quê? a resposta é apenas: sou o quê.  Embora às vezes grite: não quero mais ser eu!!  mas eu me grudo a mim e inextrincavelmente forma-se uma tessitura de vida.

Quem me acompanha que me acompanhe: a caminhada é longa, é sofrida mas é vivida.

(… ..)

O que te escrevo continua e estou enfeitiçada.

Clarice Lispector  –  texto retirado do livro : «Água Viva» 

© Guida Almeida

Gaia   – um trabalho também conhecido através dos nomes
“Gê” ou “Banhista”
110cm x 83cm, tintas acrílicas s/tela, 
© Guida Almeida 2005,
fotografia de Sandra Ramos,
propriedade da Câmara Municipal de Lisboa


__

 

 

 

 

 

 

George Mraz: bass / Steve Kuhn: piano / Billy Drummond: drums

 

 

 

 

 

Richie Beirach: piano / Frank Tusa: bass / Jeff Williams: drums

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.


Humanity, Profit.., and an urgent message. (English & Portuguese)

 

This is a message for Humanity (♥) and a very important one:
It seems,
They are repeating,
We should adhere,
I believe,
and You might say.

 

(Desejo-vos a todos um excelente dia)

 

I leave you a    v i d e o-clip     just under 2 minutes long a quote some of that which is said:
« (…) this is a message by “the People” to “the People” (…) »

 

 

(PT)
Deixo-vos com uma mensagem, um    v i d e o        que dura pouco menos de 2 minutos.

I also include the following LINK- to a song.. I also leave you with a song that at the     t i m e      was performed to one whom dignifies Mankind.

(PT)
– E deixo uma música. Na altura foi tocada para homenagear um “G”rande ser, um ser com “S” bem grande..

O “Lucro” é algo que se define consoante os padrões (ética, estética, moralidade e/ou ausência da mesma.. )
de quem o o deseja.

Há lucros que pouco ou “nada” são.
Outros que são faces fragmentais da destruição e/ou do empobrecimento do Ser que os cobiça.
Há lucro que é e/ou conduz às coisas da Morte
(“Morte” no seu sentido mais lato e múltiplo)

– e há o outro tipo de lucro.
Aquele lucro que se tem ao ver nascer o dia seguinte, ou, aquele que se recebe ao ir ao encontro do Outro.

Pelo menos para alguns, a vida é uma dádiva, por isso mesmo “lucro”.

Há milhares de tipos de lucro conforme o acto e a vontade por de trás do mesmo.

Agora se é para o “Bem” ou para o “Mal”.. isso já é outra história (parece-me)

where there is a WILL there is a WAY

Yes a handful of us in any given place can be rotten to the core.. will profit from the death of babies and laugh as one’s own mother’s back’s is broken.. but most are not so.

It takes a coward to  succumb to Averice, Greed and Fear
(all foods of Hatred and Destruction, that awful couple that fathers “Doom”)

– but the noble heart shall shine through the darkness of those who would do him/her ill or attempt to cheat.

The cheating of the Other into becoming as they, a small worthless empty shell from whence no sound escapes nor light for they are “Naught”, where all is but deception –
– is as vile an act as the destruction a few desire to perpetrate for the lucre of  “false” gold;
for a “profit” they hysterically believe they can take with them.. to that small black hole they’ll inevitably end up in…

Long life to those whom are unconstrained, unenslaved,  unfettered, liberated and unbound to such flaws that would imprison their Humanity, who are invigorated through the beauty of    c o m i n g     to the rescue of the Other
(and themselves),
– through LOVE.
May they prosper and multiply.

 

– to all i wish a nice day.

 

 

 

 

 

 

 

.