Artwork / Paintings / Etchings / Music & Art News / General News

Posts tagged “actualités

Quote

Uma outra visão sobre a greve dos camionistas — A Estátua de Sal

(João de Sousa, 12/08/2019) Ajude a Estátua de Sal. Click aqui A direita nacional, que é uma coisa diferente dos partidos que ela costuma normalmente apoiar, escolheu o PS como mal menor para as próximas eleições. A ideia é tirar a ala esquerda do PS, o BE e o PCP da área do Poder.…

via Uma outra visão sobre a greve dos camionistas — A Estátua de Sal

Advertisements

Sobre o Estado e os placards de bordeis (artigo do – Jornal Tornado)

Deixo um artigo de uma das raríssimas fontes de jornalismo, uma onde uma pessoa respira fundo e mais uma vez agradece onde se pode encontrar neste idioma (o Português), o prazer de receber informação e de ler artigos, e onde não vê o penoso ghetto em que outra coisa se traveste e se tem travestido  (de forma tosca e tão notória)  de jornalismo.
Uma coisa é o ideário e os propósitos de gente que tinha algo em mente, que não o jornalismo, tais como Edward Bernays e seu sucessor Goebbels, outra será aquilo que se foi desenvolvendo e apurando, desde séculos antes de tais raptores e seus sósias, em que o propósito era o de informar – haver espaço para discussão – analisar – pesquisar – e servir de ferramenta para apurar o pensamento crítico (que é um bem tão precioso), assim como nos trazer coisas e eventos de relevo e de mérito, em diversas áreas (das ciências – às artes).

Poderei ser acusada de ser subjectiva se disser o que penso do artigo, em si, aqui publicado no jornal – O Tornado – mas é tão cristalina a qualidade do mesmo, que nem vejo ser necessário a minha opinião (mesmo que ela fosse útil para incentivar a sua leitura). Apenas desejo que o mesmo seja lido, e que se resgate o que será uma área tão mal tratada (e há décadas por mim, olhada de soslaio, e com um certo nojo, porque até já começa a ser dificil lembrar sequer um tempo em que se podia pegar em dois ou três jornais neste idioma, de simpatías contrárias entre os mesmos, e tirar uma espécie de azimute).
Mas ver agora tão grande fluxo de gente a procurar um jornal como O Tornado, por exemplo, mostra que há esperança, e um público não estupidificado pelos travestidos.

Artigo – autor José Preto (advogado)


LINK

(pode-se aceder ao artigo directamente através da ligação acima, ou, ao carregar sobre a imagem e frase de intodução ao artigo, aqui incluídas, seguidamente)

Deixo também algumas palavras que, embora não estejam no artigo, são do seu autor.

«O JORNAL TORNADO

Tem um título que me agrada, a prometer vendaval, por um lado, mas também a afirmar um regresso.

O Jornal Tornado quer ser e é uma das expressões do jornalismo que regressou. O jornal que tornou.

Tanto basta para que ninguém fale dele.

Ninguém o cita nas publicações agonizantes do território.

Nenhuma estação comercial fala dele e a Televisão Pública também não. É indiferente. O Jornal Tornado tem oito milhões de leitores em Língua Portuguesa nas quatro partidas do mundo. Isso dispensa qualquer atenção dos “grandes” jormalistas oficiais que reduziram o histórico Diário de Notícias a doze mil exemplares de tiragem e lhe remeteram a sede não menos histórica a uma reutilização em bloco de apartamentos.. (…) »
J. P. 


Como sou um dos leitores do jornal – O Tornado, vi o artigo que trago no outro dia.
Ainda não tinha reagido como desejava, na altura, ao o ver por não ter a adequada disponibilidade em o fazer.
E, há uma coisa que vem de há uns tempos esta parte, o não saber transmitir o quão difícil será, e é, o se conquistar leitores, como eu, e tanta gente como eu. (Podem não acreditar, por isto ser dito por mim mesma, e isso entendo, mas não posso deixar de o dizer. E isto aqui é o meu espaço: digo o que penso de forma livre, e sentida. Se me importasse com o que pensem de mim, ou de minhas opiniões (com muito, mesmo muito poucas e honrosas excepções, que me vão desaparecendo enquanto o tempo passa, ao deixarem de andar sobre a face desta nave anil , que gira em torno do nosso astro. Agora de repente, sou levada por abstracção e associação de ideias, a pensar em Kandinsky, e no valor do azul e, da cor do astro.  É bom sentir surgir tal tipo de coisas. Assim sendo, até já me vem uma música – também por abstracção e associação de ideias, de uma autora ”Helena”, à mente, porque vejo o recente tormento no país, de tal autora. E, enquanto vejo tempo duro (ainda mais duro) para esse belo povo que é o dela, recordo-me de um pedido de uma doce pessoa amiga e que, na altura por estar um pouco em estado sonâmbulo e mortiço, nem me recordava de uma obra preciosa – uma banda sonora. Na altura do pedido, recordara-me de uma banda sonora, e uma das que mesmo num tal estado me recordo – a do Cinema Paradiso. Acho que teria de estar morta mesmo, para não me recordar desse, mas foi uma tremenda falha não me vir à mente tal banda sonora que agora me lembro..
Lembrei-me de imediato de filmes do Tarko, por exemplo, assim como um filme precioso que levou o excepcional Leopardo de Ouro, esse realizado pelo talento do saudoso Álvaro de Morais, e esse por seu lado e por associação de ideias, a um músico que é autor de banda sonora de outro filme que – embora receptor de um galardão que me será mais ”banal” (premiado por um Oscar, mas isso em nada torna banal o autor, pois só engrandece o prémio, a meu ver, e apesar de tudo.  Os propósitos do plano Marshall, que de forma anti-arte conseguiram diminuir gigantes tais como um Fellini e outros, terá o lugar cativo que lhe couber no meu pensamento, ao contemplar a mutilação que causara, mas enfim….,  adiante..) – não será menos significativa a obra.
Pelo prazer de busca de música que me toca a alma, enquanto penso naquele doce pedido de quem me quer bem, aqui fica algo da Eleni Karaindrou.

É tão bom haver coisas que me encaminhem e me levem a Kandinsky, ou a obra (e agora neste caso) também, de `*Helenos.

E  outra peça de banda sonora, da mesma autora.

 

Votos de boa noite, aos que por aqui passarem.

________________-
Bom, agora não resisto e volto ao belo e inspirado – Cimema Paradiso, que mesmo quando se anda em estado somâmbulo como naquele dia, persiste sempre na memória

 


Quote

Sérgio Moro e os “conges” — A Estátua de Sal (GA : De facto, no meu caso, como nunca tive uma aula do idioma, fico a querer tentar entender que raio de ensino e aprendizagem esta criatura teve durante todo o seu percurso académico. E isto, para não falar da gritante falta de noção de certas coisas elementares em termos de Direito, ou de protocolo, já que se coloca na posição em que se coloca ao visitar outro país. Nesse caso, então, é totalmente circense a criatura na sua postura. Eu comum cidadã, posso dar-me ao luxo de não me ser exigível certas coisas. Não sou ministro de qualquer governo, nem uma juiz, nem sequer sou da área, e mesmo que, tal como qualquer cidadão comum, tenha algumas noções mais que básicas de jurisprudência. || Sérgio Moro Go Home! (NO, wait, Chico Buarque and other Brazilians shouldn’t have to deal with your B.S. They truly shouldn’t, no one should. Go commit yourself, with your Cracker-Jack credentials that anyone one of sound mind questions, to a correctional facility. Or, if it pleases you more, go sit on a cactus). Oh wait, Your Bannonship, where are my manners? You’re visiting a foreign land, and somehow half a dozen ninnies – here – for some reason – see and recognize you as some kind of foreign dignitary – or – as being specialized in circus acts or something along such lines. Yes, the only title I can possibly muster is obviously not ”Your Honour”, or ”Justice whomsoever it be”, or – ”Honourable anything or person” as would be the habitual way to address a minister, just *Your Bannonship*. Do I need to explain why? Go sit on a cactus, sir. Do it now. Good-bye, and good riddance.)

(Por Joseph Praetorius, 24/04/2019) Sérgio Moro Um juiz que não sabe falar e que troca cônjuges com “conges” saberá pensar bem, já nem digo julgar bem? 415 more words

via Sérgio Moro e os “conges” — A Estátua de Sal


Quote

Neto de Moura: vantagens e desvantagens de perder a vergonha — A Estátua de Sal

(Francisco Louçã, in Expresso, 04/03/2019) Ao desencadear uma tempestade quando se soube que ia processar algumas das pessoas que o criticaram (ou todas?), o juiz Neto de Moura pode ter agora compreendido que, numa sociedade de comunicação tão líquida, a pior das condenações é ser alvo de chacota. AJude a Estátua de Sal. Click…

via Neto de Moura: vantagens e desvantagens de perder a vergonha — A Estátua de Sal


Quote

OUTRA VEZ A CENSURA — A Estátua de Sal (One continues to ask: who or what is making Facebook go against international conventions and law? Whomsoever or whatever entity fueling this should be held accountable and if perchance they be leading the network under false pretence, they ought to obviously be held accountable by it as well.)

Estátua de Sal, 24/02/2019 Mais uma vez este blog foi alvo da censura do Facebook. Tudo o que publiquei aqui recentemente e que tinha sido partilhado na minha página do Facebook foi de lá banido sem qualquer explicação cabal, dizem eles porque “não está de acordo com os padrões da Comunidade” Mas, afinal o que […]

via OUTRA VEZ A CENSURA — A Estátua de Sal

 


(G.A. – One continues to ask: who or what is making Facebook go against international conventions and law? Whomsoever or whatever entity fueling this should be held accountable and if perchance they be leading the network under false pretence, ought to obviously be held accountable by it as well.
Other than being ridiculous when seeing what is censored, it is unlawful conduct.  I have nothing against Facebook, it is a social media platform as are others,  but this seems too  bizarre not to ask.   Was facebook made by citizens from a country that allegedly has in its own Constitution something known to them as their constitutional ”First Amendment”? If so it will be hard to believe that they’d find it strange at all, and naturally expect them to understand its meaning.  Furthermore, unless they be more ignorant of things than the current President of their country, they’d obviously not be surprised that such is also in the Constitutions of other lands, not to mention international conventions – and law.  Who exactly is it that is thus breaking Law and Legality, one asks?   Or are we kept in the dark so as to make it difficult to hold whomsoever or ”whatever” it is, unaccountable?  If this is so, one must never forget that – sooner or later – TIME has a way of uncovering all deeds. Indeed, even if we’re all killed off, there might still be a whale or dolphin left that will point a fin at the culprit. Goodnight)


Quote

ICE Let Sexual Assault Reports Slide At Migrant Detention Centers Run By Contractors: Inspector General — AMA NEwsInfo

Federal immigration officials are not adequately policing contractors running immigrant detention centers where serious problems are often going unreported, according to a report the inspector general for the Department of Homeland Security released last week. In some cases, contractors ― including both private businesses and public operations, such as county jails ― failed to notify Immigration…

via ICE Let Sexual Assault Reports Slide At Migrant Detention Centers Run By Contractors: Inspector General — AMA NEwsInfo


Quote

A posição do Estado português sobre a Venezuela — Aventar

As relações internacionais estabelecem-se sobre um código de conduta semelhante ao das hienas e dos cães selvagens. Não há nações amigas, há nações com interesses comuns. 356 more words

via A posição do Estado português sobre a Venezuela — Aventar


Quote

Abutres pairam sobre a Venezuela — A Estátua de Sal — (Continua, pelos vistos, a bizarríssima censura na rede social fb aos artigos, este e mais alguns, de autores diversos, e mesmo que publicados com autorização dos mesmos. Custa ver qualquer autor alvo de censura, e já são vários. Este caso custa-me particularmente ver ser alvo de censura, embora já sejam vários a sê-lo nestes últimos dias. Aliás, o blogue -Estátua de Sal- está vilmente a ser atacado por estranhos seres, de lealdade muito duvidosa.)

(Joseph Praetorius, 03/02/2019) Podemos estar a viver os últimos dias de paz precária no que pode bem ser a guerra civil de um subcontinente inteiro. Para as novas gerações crescidas sem qualquer noção do que sejam o esforço e a grandeza da luta pela liberdade e pela dignidade dos homens e dos povos, esta pode ser uma época tremenda.

via Abutres pairam sobre a Venezuela — A Estátua de Sal


Quote

Venezuela, golpe dello Stato profondo di Manlio Dinucci | in: Rete VOLTAIRE | Roma (Italia) | 29 Gennaio, 2019 (original article idioms: Italiano, Português, Türkçe, Românâ, Español, English, Deutsch, Nederlands, ΕΛΛΗΝΙΚΆ, 中文 )

(Lien  | Ligação directa para o artigo na sua totalidade  |  LINK to full article) :
« L’ART DE LA GUERRE » Venezuela, putsch de l’État profond US par Manlio Dinucci – in: VoltaireNet.org 

 

« L’ART DE LA GUERRE »

Venezuela, putsch de l’État profond US

En définitive, le président Trump s’est aligné sur les ambitions de l’État profond US de destruction du Bassin des Caraïbes. Il a conforté le vice-président Mike Pence et le sénateur Marco Rubio dans leur opération de déstabilisation du Venezuela. Il pourrait aussi soutenir les deux mêmes hommes dans leur projet pour Israël et contre la Syrie.

 | ROME (ITALIE) 

Venezuela, a putsch by the US deep state

Finally, President Trump has aligned himself with the ambitions of the US deep state for the destruction of the Caribbean Basin. He has confirmed Vice-President Mike Pence and Senator Marco Rubio in their operation to destabilise Venezuela. He may also support the same two men in their project for Israël and against Syria.

 | ROME (ITALY) 
(…) 

 


O PARADOXO DE SALVINI E KAKCZYNSKI NA UE

Por conter uma reflexão que consideramos interessante e actual, embora meramente sectorial em termos de espectro político, publicamos este texto sobre o populismo/nacionalismo e o choque…

Source: O PARADOXO DE SALVINI E KAKCZYNSKI NA UE


Our Global Condition – Some updates (Artigos recentes, de fontes escolhidas pela fidelidade das mesmas para com os factos, e ligações para mais alguns artigos)| post idioms: EN, FR & PT

A tiny, rather insignificant note regarding this post’s  overall caption:
I was having a hard time chosing a title for this post.  I was going to leave it as *Our Global Predicament*, but, I suppose it makes not much of a difference to use either term, ”condition” or  ”predicament”.  Since I use the latter more often, this time I’ll favour the first  type of  wording.

I shall now leave the following links, straight away, with no further delay.

(thank you for reading)

 

Galinhola - de José Maria Soares Ribeiro da Costa

Galinhola – de José Maria Soares Ribeiro da Costa

 

 

 

ARTICLES (links) | ARTIGOS (ligações) | ARTICLES et actualités (liens)


 

 

OS TEMAS PROIBIDOS NO OÁSIS DE DAVOS
 – artigo de 25-01-2019 (Ligação directa para o artigo – na sua fonte

______________________________________________________________

Ten Reasons the Ecumenical Patriarchate Made a Huge Mistake in Ukraine
By George Selinsky Global Research, January 22, 2019
Pravmir.com 19 January 2019

DIRECT LINK 

__________________________________________________________________

ANALYSE: Gilets jaunes : l’acte I de la réflexion Par Cécile Daumas — 23 janvier 2019 –  liberation.fr – LINK direct

__________________________________________________________________

Ligação directa para o artigo:
«Direitos para as pessoas, regras para as multinacionais» Campanha europeia quer acabar com os “privilégios das multinacionais”
(Notícia de 18 Janeiro, 2019)   – 
in: 
jornal Tornado
 

_____________________________________________________________________

 

The Loss of Life, From World War I to World War III. What Would Happen if a Third World War Were to Break Out?
By Prof Michel Chossudovsky Global Research, November 20, 2018
– Direct Link to the article @Global Research

 

 

 

 


Regarding Venezuela (specifically): 

 

 

 

 

OEA não apoia golpe na Venesuela – notícia de 25-01-2019
*
Noticia – Fonte – LINK directo
(JORNAL DIGITAL DE INFORMAÇÃO INTERNACIONAL| DIRECTOR: JOSÉ GOULÃO)

 

_______________________________________________________

 

 

The US Puts Venezuela Under High Pressure. Chronicle of an Announced ‘Parliamentary Coup’ – Direct LINK (article 26-01-2019) By Marc Vandepitte

******
( Français)
VENEZUELA : «Un coup contre le droit international» Par Alfred de Zayas
(Lien Direct-  Mondialisation.ca, 26 janvier 2019 | Le Courrier 24 janvier 2019) 

 

_____________________________________________________

 

Au Venezuela, les militaires monnayent leur soutien à Maduro Par Benjamin Delille, correspondant à Caracas — 25 janvier 2019 à 21:06 LIEN direct    

 

___________________________________________________

 

 

 

___________________________________________________

 

 

«Vassily Nebenzia, le 26 janvier au Conseil de sécurité de l’ONU. Lors des discussions au Conseil de sécurité sur les troubles qui secouent le Venezuela, Vassili Nebenzia, ambassadeur de Russie auprès de l’ONU, s’est demandé s’il ne fallait pas plutôt parler des Gilets jaunes.
Une sortie qui a ulcéré la France.»
(LIEN direct – RT France)

 

____________________________________________________

 

 

Is the US Orchestrating a coup in Venezuela?
January 23, 2019 Lucas Koerner in Venezuela analyzes the current developments withTRNN’s Sharmini Peries and Greg Wilpert
**- Direct LINK to the news cast & respective article  

 
 

 


Key: Information Regarding Featured News Sites
of preference (list & respective links)

 

 

EN———Other sites also worthy of note for one or another reason,  but,  because of there not having been the need for their use above in this post, they are placed in the list below:
PT———Uma selecção de outras publicações de relevo que, por motivo de as não ter precisado empregar mais acima, neste artigo, não estavam ainda a constar:

 

 

 

 

 

 

 


_____

The following articles, written these past (yet recent) years – I leave as well.

Three LINKS – each providing, through ”labels”, articles that bring forth some issues related to the present post

 

LINK # 1a – source GFA 

  #  1b (continued under the same label) – (source GFA)

LINK # 2 – Source GFA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.