Artwork / Paintings / Etchings / Music & Art News / General News

CA – um conto sonoro para o inverno dos tempos (a soundscape that is Lunar and otherwise)

 

 

 

 

 

 

Gemeos

 

Estarei ainda muito perto da luz?
Poderei esquecer
estes rostos,estas vozes,
e ficar diante do meu rosto?
Às vezes,como num sonho,
vejo formas como um rosto
e pergunto:”De quem é este rosto?”
E ainda:”Quem pergunta isto?”
E:”E com quem fala?”
Estarei ainda longe de Ti,
quem quer que sejas ou eu seja?
Cresce a noite à minha volta,
terei palavras para falar-Te?
E compreenderás Tu este,
não sei qual de nós,que procura
a Tua face entre as sombras?
Quando eu me calar
sabei que estarei diante de uma coisa imensa.
E que esta é a minha voz,
o que no fundo de isto se escuta.

de Nenhum Sítio(1984)
– de Manuel António Pina

 

 

 

 

 

 

 

 Music by G. Costa | Artwork by G. Almeida | poem by Manuel Antonio Pina

 

 

 

 

.

Advertisements

One response

  1. Reblogged this on ÀMarGAr.

    November 11, 2014 at 10:52 pm

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.